Veja mais postagens

29 de maio de 2020

SOBE PARA 06 O NÚMERO DE CASOS DE COVID-19 EM FRONTEIRAS-PI

SOBE PARA 06 O NÚMERO DE CASOS DE COVID-19 EM FRONTEIRAS-PI


Na tarde desta sexta-feira (29/05), a Secretaria Municipal de Saúde comunicou oficialmente o 6º CASO DE COVID-19 na cidade de Fronteiras-PI. 


"Embora já tenhamos 3 casos recuperados,  cresce a nossa preocupação em relação ao número de casos... Enfatizamos a importância de manter o distanciamento social agora mais do que nunca e o uso indiscriminado de máscaras",  relata a Prefeita Maria José. 


"Notamos que as pessoas estão perdendo o medo do vírus,  e isso é  muito negativo... Faço um apelo aos munícipes para que façam  parte dessa luta conosco,  sendo fiscais de suas ruas e nos informando  sobre tudo que possa oferecer riscos de que o vírus venha a se propagar cada vez mais... Estamos fazendo de tudo pra que a transmissão não se torne comunitária e para isso contamos com a colaboração de todos vocês",  acrescenta Irwing Ferro,  Secretário  de Saúde. 

Confira:

MEDICA FRONTEIRENSE DIZ “IMPOSSÍVEL NÃO SE EMOCIONAR COM MORTES DE PACIENTES COM COVID".

MEDICA FRONTEIRENSE DIZ “IMPOSSÍVEL NÃO SE EMOCIONAR COM MORTES DE PACIENTES COM COVID".


Camila Loredana, residente em infectologia no HC, com e sem a paramentação para lidar com pacientes gravíssimos de Covid-19Imagem: Arquivo Pessoal

Aos 26 anos e no início do segundo ano de residência em infectologia, a médica Camila Loredana, filha de Dr.Juraci Bezerra e Celia Alves, vem desempenhado uma função muito dura e importante neste delicado momento que atravessamos. Ela trabalha em uma das UTIs do Hospital da Clínicas, em São Paulo, centro de referência no país, integrando uma equipe dedicada a 13 leitos para pacientes gravíssimos. No HC, há hoje 275 UTIs só para Covid-19.

Todos os dias são desafiadores — alguns mais que os outros. "O final de semana passado foi bem difícil", conta Camila. "Tivemos várias intercorrências, inclusive outras mortes. Mas o pior momento foi quando dois pacientes tiveram parada cardíaca quase ao mesmo tempo

Camila lembra que ambos já estavam em uma condição muito grave. "A gente tinha trabalhado a noite inteira lado a lado com eles, já era dia e estávamos encerrando o nosso plantão. Quando vi [que o coração deles havia parado], nem pensei: a primeira coisa foi pegar o capote e o avental e entrar no leito para fazer o trabalho [as manobras para reanimar o paciente]. Quando a gente está lá, está muito envolvido. Tentamos de tudo, mas eles foram a óbito", conta com a voz embargada

"Toda equipe ficou muito abalada com a situação, todo mundo chorou. A sensação é de impotência. É impossível não se emocionar, não se colocar no lugar dos pacientes e dos familiares.

PEQUENAS CONQUISTAS SÃO CELEBRADAS.

Há também muitas lágrimas de alegria. As melhoras, até mesmo as pequenas, são celebradas como vitórias. "Tenho uma paciente que virou minha xodó, já está na UTI há mais de um mês e esteve muito grave. Ela tem 40 e poucos anos, sem nenhum problema de saúde prévio", conta Camila.

"Depois de um tempo, o tubo [para a ventilação] começa a fazer mal e o paciente tem que ser submetido a traqueostomia. Não acontece com todo mundo, claro. No começo, a gente pensava, será que ela vai conseguir [passar pela cirurgia]? Dia após dia, fomos conseguindo. Primeiro a traqueostomia deu certo. Depois ela foi se recuperando", relata.

"Hoje ela me fez chorar. Ela está acordada e entende tudo. Fizemos uma chamada de vídeo e a filha cantou um louvor", disse Camila, se emocionando mais uma vez.


Hora para entrar, mas não para sair

Há 30 dias na UTI de infectologia, a residente dá plantões de 12 horas para 36 de descanso — que, na prática, são mais curtos, já que às vezes é preciso cobrir colegas e ela eventualmente trabalha no hospital de campanha do Pacaembu. "Temos horário para entrar, mas nem sempre para sair", fala, com bom humor.

O turno pode ser diurno, começando às 7h, ou noturno, às 19h. Ao chegar, ela tem que se paramentar para circular dentro da área comum da UTI: veste a roupa privativa (o pijama do hospital), máscara N95 (aquela que protege contra aerossóis) e touca. Depois, faz a visita aos pacientes, com os colegas do plantão anterior, para saber o estado de cada um, as medicações e os procedimentos adotados.

Em geral, essa conversa é feita do lado de fora do leito, que tem uma porta de vidro. Caso necessite entrar, os médicos precisam vestir uma segunda proteção, composta de um capote, avental e escudo facial. "Nós começamos a ser treinados com antecedência, em fevereiro, para a paramentação. Somos orientados a garantir a nossa proteção em primeiro lugar.

Chefe com Covid-19 expôs vulnerabilidade

 Camila é aluna da médica infectologista Ho Yeh Li, coordenadora da UTI de doenças infecciosas do HC, que, entre outras coisas, foi a Wuhan resgatar brasileiros quando houve a eclosão do novo coronavírus na China. No início de abril, Ho foi pega pela doença. "Assustou, claro. É a nossa chefe, nossa professora, uma referência pra gente. A principal preocupação foi que ela ficasse bem. Ela é forte e sabíamos que ela ia voltar", diz a jovem.

"Nunca tinha parado para pensar que na profissão correria tantos riscos. Não tinha medo de me expor, mas depois do coronavírus a ficha caiu. Temos um grupo WhatsApp dos residentes de infectologia e um dia alguém sugeriu: 'Pessoal, vamos fazer uma lista com o nome completo de cada um e o número de contato de um familiar para avisar em caso de emergência'. Isso me chocou.

Formada na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, ela nasceu em Fronteiras, cidade de 11 mil habitantes no Piauí, e estudou no Crato, Ceará, antes da faculdade em Natal. Com a doença avançando no Nordeste, Camila traçou um plano de contingência para caso os seus pais desenvolvam sintomas: trazê-los para São Paulo.

Para evitar colocá-lo em prática, ela proibiu que o pai, que é advogado, e a mãe, professora, saiam de casa. A preocupação, claro, é recíproca e a mãe costuma chorar quando conversa com a filha por videochamada. Em São Paulo, Camila tem a companhia do noivo, também médico e que atua no hospital do Pacaembu.

"Sempre gostei de trabalhar com paciente graves, aqueles que precisam de cuidados intensivos. Sabia que passaria um tempo da formação dentro da UTI, faz parte do trabalho do infectologista e nossa formação é muito voltada para esse ambiente", explica

"Sempre gostei de trabalhar com paciente graves, aqueles que precisam de cuidados intensivos. Sabia que passaria um tempo da formação dentro da UTI, faz parte do trabalho do infectologista e nossa formação é muito voltada para esse ambiente", explica.

O que ela não sabia é que esse estágio que, em geral, dura 45 dias nos dois primeiros anos da residência poderia ser mais extenso — e, ainda por cima, dentro de uma pandemia viral. Ela já está há um mês dando expediente na UTI e, antes, passou pela enfermaria de Covid.

Pressão psicológica com perdas de pacientes

A história que mais marcou a médica aconteceu justamente quando ela estava na enfermaria. "Era um paciente que piorava pouco a pouco. No dia do aniversário dele, resolvemos comprar bolo e cantar parabéns, fizemos videochamada com a família e foi muito.
 lindo. Na noite seguinte, quando cheguei para o plantão, ele teve uma piora significativa. Não tinha como não intubá-lo", recorda

"Tive que explicar que teria que fazer o procedimento e ele não queria. Dizia que morreria se fosse intubado. Fiquei duas horas para fazê-lo entender a necessidade. Chorava com ele, foi muito difícil. Quando ele se convenceu, pediu para segurar a minha mão e me fez prometer que voltaria a recebê-lo naquele quarto. Mas não consegui trazê-lo de volta", contou, de novo, com a voz embargada.

"Tive que explicar que teria que fazer o procedimento e ele não queria. Dizia que morreria se fosse intubado. Fiquei duas horas para fazê-lo entender a necessidade. Chorava com ele, foi muito difícil. Quando ele se convenceu, pediu para segurar a minha mão e me fez prometer que voltaria a recebê-lo naquele quarto. Mas não consegui trazê-lo de volta", contou, de novo, com a voz embargada.

A pressão psicológica é grande e ela relata altos e baixos. "A saúde mental é uma questão delicada. Temos todo o apoio aqui, mas realmente a residência já é muito difícil e, vivendo isso, é ainda mais complicado. Já passei por várias fases: chorar descontroladamente, pensar em desistir, ser otimista e sentir que estou fazendo a diferença, salvando as pessoas."

E como ela se sente ao sair de um plantão e encontrar as ruas cheias de pessoas que não estão respeitando o isolamento social? "Dói e me revolta. Penso o quanto os pacientes gostariam de estar com suas famílias. Me faz pensar: vale a pena?"

Mas, ao encerrar a conversa com Universa, Camila dá a resposta ao lembrar o que a motivou a escolher a profissão. "Estou onde sempre sonhei estar. Fazendo o bem para as pessoas, isso é muito recompensador, torna você melhor como ser humano."


28 de maio de 2020

4ª CIA DE POLICIA MILITAR DE FRONTEIRAS COMUNICA QUE 3 POLICIAIS TESTARAM POSITIVO PARA COVID-19.

4ª CIA DE POLICIA MILITAR DE FRONTEIRAS COMUNICA QUE 3 POLICIAIS TESTARAM POSITIVO PARA COVID-19.


Na tarde desta quinta-feira (28/05), o comandante da 4ª Companhia da Policia Militar de Fronteiras-PI, comunicou que 3 policias foram testados e positivados para o Covid-19. De acordo com o capitão Gilson Xavier era quase impossível os policiais não testarem positivo, uma vez que além de estarem na linha de frente em combate ao vírus, os mesmos trabalham em outros municípios onde o vírus circula. São riscos que tanto a Polícia Militar como Profissionais da Saúde e Vigilância Sanitárias estão expostos.

Capitão Gilson enfatiza que esses policiais pertencem a 4ª Cia, porém não trabalham em Fronteiras (PI), estão lotados em delegacias de outras cidades. Os mesmos já estão em isolamento social conforme orientação da Vigilância Sanitária e já está sendo providenciada a testagem de seus respectivos familiares.

Como medida preventiva de segurança, Capitão Gilson Xavier pretende solicitar a testagem de todos os policiais que pertencem ao Comando de Fronteiras-PI.


Pensando nisso, o mesmo solicitou junto ao Coordenador de Endemias - Garberson Alencar que fosse realizada a sanitização na Barreira Sanitária localizada em frente a 4ª Cia onde o fluxo de policiais é muito grande. 

Assista o vídeo abaixo



MAIS UM CASO DE COVID-19 É  CONFIRMADO EM FRONTEIRAS(PI)

MAIS UM CASO DE COVID-19 É CONFIRMADO EM FRONTEIRAS(PI)

Na manhã desta quinta-feira (28/05), a Secretaria Municipal de Saúde  de Fronteiras - PI, informou oficialmente a confirmação de mais um caso de COVID - 19 no município.  Sobe para 5 os casos Confirmados,  felizmente   destes,  3 já estão  recuperados. 

Hoje dois casos foram positivados,  porém um destes pertence ao município de Marcolandia (PI). 

Confira:

EM FRONTEIRAS É INAUGURADO CENTRO DE TRIAGEM DE SÍNDROMES GRIPAIS EM COMBATE AO COVID-19

EM FRONTEIRAS É INAUGURADO CENTRO DE TRIAGEM DE SÍNDROMES GRIPAIS EM COMBATE AO COVID-19



Nesta quarta-feira 27/05 o Secretário Municipal de Saúde de Fronteiras-PI, Irwing Ferro, inaugurou oficialmente o CENTRO DE TRIAGEM DE SÍNDROMES GRIPAIS EM COMBATE AO COVID-19, que tem como sede o prédio onde funcionava o Centro de Fisioterapia no Hospital Regional Norberto Ângelo Pereira, onde foram feitas adequações necessárias conforme normas do Ministério da Saúde para atender pacientes suspeitos de COVID-19. O local dispõe de 03 (três) leitos para melhor avaliação do quadro clínico caso se faça necessário com serviço de ambulância para possíveis transferências à cidade de Picos (PI).

De acordo com as informações do Secretário de Saúde haverá uma equipe de plantão diariamente nos horários de 8:00h às 18:00h onde estarão prontos para realizar os primeiros atendimentos, entre estes coleta para teste do coronavirus.

“É com grande alegria, em meio a tanta luta que conseguimos entregar para a população o novo Centro de Triagem para atender a necessidade dos casos suspeitos de COVID-19, onde será realizado os primeiros atendimentos”, relata Irwing Ferro.

“É importante ressaltar que a melhor prevenção é seguir as normas de segurança da Vigilância Sanitária. Ficar em casa é fundamental, o uso de máscara é indispensável. Previnam-se e cuide de quem vc ama!”, finaliza.

Além do Secretário de Saúde Irwing Ferro, estiveram presentes o Dr Miguel Ângelo-Bioquímico, Katrine Maria - Diretora do Hospital, os enfermeiros Kamilla Parente e Thiado Almeida, bem como a Técnica em Enfermagem – Aparecida Sousa.






FALECEU EM PICOS O AGRICULTOR PLINIO DE TUTINHA

FALECEU EM PICOS O AGRICULTOR PLINIO DE TUTINHA



NOTA DE FALECIMENTO.

É com muita tristeza que comunicamos que na manhã desta quinta-feira (28/05), por volta das 9:30h, fomos informados que veio a falecer no Hospital Regional Justino Luz – Picos (PI), o agricultor PLINIO NELSON DE SOUSA (78), vítima de um AVC Isquêmico. O mesmo já vinha com a saúde fragilizada em virtude de um problema na coluna que dificultava sua locomoção e estava hospitalizado desde sábado (23/05).

Plinio pertence a uma das famílias tradicionais de Fronteiras. Filho de Nelson Aquiles de Sousa (in memoriam) e Joaquina Maria de Sousa – Quinquina (in memoriam) ele é de uma família de 10 irmãos sendo que dois destes já faleceram: Antônio e Osmar Sousa.

Plinio é casado com a ex-vereadora Maria Ida, conhecida popularmente como Tutinha com quem teve 4 filhos: Idênia, Idenilda, Silvinho e Junior.


Consternados com sua partida, nós que fazemos o Portal Lagoa do Rato abraçamos os amigos Valter, Salete e Êtinha em nome de toda a família. Que o Pai Celestial o receba em sua morada eterna e traga conforto a familiares e amigos. 

27 de maio de 2020

SECRETÁRIO DE SAÚDE ACOMPANHA DE PERTO COMBATE À DENGUE EM ZONA RURAL DO MUNICÍPIO DE FRONTEIRAS (PI)

SECRETÁRIO DE SAÚDE ACOMPANHA DE PERTO COMBATE À DENGUE EM ZONA RURAL DO MUNICÍPIO DE FRONTEIRAS (PI)


Após  período de chuvas na região,  é  natural aparecerem casos de dengue. Pensando nisso, a Secretaria Municipal de Saúde de Fronteiras deu início à campanha de combate ao Aedes Egipypt,  mosquito responsável pela pela doença. 

Na tarde desta quarta-feira (27/05), o Secretário Municipal de Saúde, Irwing Ferro, fez questão de acompanhar de perto o trabalho realizado pelo setor de endêmias do município na localidade Alecrim I. É importante lembrar que inicialmente estão sendo realizadas visita de campo necessárias para traçar estratégias eficientes de combate à dengue. 

Na oportunidade além do secretário,  esteve presente o Chefe de Departamento de Vigilância e Saúde - Garberson Alencar  e Brás Aristides. 

A pedido dos moradores da localidade,  os mesmos detectaram possíveis focos no antigo Posto Fiscal,  hoje desativado e que estava oferecendo riscos à saúde dos moradores.  Com isso, adotaram condutas de aplicação de produtos em água parada evitando a proliferação do mosquito. 

"Mesmo em meio à pandemia entendemos que existem doenças tão nocivas quanto o covid e a necessidade de contê-las,  a dengue é  uma delas.  Aos poucos estamos fazendo nossa parte... Pedimos aos munícipes que não descuidem de seus quintais e depósitos de água,  essa luta é  de todos nós! ", enfatiza Irwing Ferro. 

26 de maio de 2020

Sob forte comoção, criança de 9 anos assassinada a tiros é sepultada em Fronteiras-PI

Sob forte comoção, criança de 9 anos assassinada a tiros é sepultada em Fronteiras-PI

Sob forte comoção, criança de 9 anos assassinada a tiros é sepultada em Fronteiras
Publicado por: Willians Sousa | Data: 26/05/20

Familiares e amigos deram o último adeus a Sebastião Ariel Martins de Sousa, 09 anos, na tarde desta terça-feira (26), na cidade de Fronteiras,

Logo ao chegar do IML de Teresina por volta das 13h, o corpo foi velado no bairro Cachoeirinha, na residência dos avós paternos.
Os familiares junto com docentes, amigos e colegas que estudavam com Ariel na Unidade Escolar José Aquiles de Sousa, estiveram presentes durante o velório da criança.
Às 17h, o corpo seguiu em cortejo em direção ao cemitério municipal acompanhado por pessoas que empunhavam cartazes homenageando o garoto que foi morto na noite desta segunda-feira (25), após ser atingido com tiro na cabeça.
Mensagens de recomendação, homenagens com balões brancos unidas às boas lembranças e ao clamor por justiça, eram erguidas durante o cortejo em direção ao momento mais doloroso, o sepultamento.
Prestes a dar entrada no cemitério, foi lida a última mensagem de despedida antes da partida para o todo e sempre. Veja a mensagem!

Um sonho, um ideal, um drama.: A tragédia!!
O amor que foi arrancado sem dó, sem piedade, o luto que jamais vai ter fim, a dor que sufoca o peito e que falta o ar, que causa dor em toda uma cidade. Você era só uma criança, cheio de vida, de sonhos e de amor para partilhar e de repente, tudo se transformou.
O anoitecer chegou diferente, o desespero era imenso e a tristeza se espalhou por cada canto de nossa cidade. Você lutou como pode pela sua vida que ainda estava só começando. Todos nós rezamos, orávamos e suplicamos a Deus pela tua vida, para que sua inocência não fosse ceifada e que você pudesse voltar para o ceio de tua família alegre e sorridente como sempre, mas os desígnios do senhor eram outros , e ele te chamou para junto dele.
Você partiu sem uma última despedida mas descansou. A dor desapareceu e juntos aos anjos Deus te acolheu.
O que vai ficar, são as fotografias de recordação dos momentos lindos que você viveu aqui na sua curta passagem pela vida. Os vídeos que você tanto gostava de fazer será a única forma de ouvir sua voz e seu sorriso tão lindo e puro. Afinal, a pureza é um dom das crianças.
Aqui fica também os laços invisíveis que havia, as cores, figuras, motivos, histórias, sorrisos e a saudade que será para todo o sempre !
Que você descanse nos braços do Pai e que Deus conforte o coração de todos os que te amam porque o Amor é um laço eterno!
Vá em Paz Ariel! Descansa anjinho!!

O caso
Sebastião Ariel Martins de Sousa, 09 anos, morreu horas depois de ser atingido com um disparo de arma de fogo na noite desta segunda-feira (25), por volta das 18h25min, no bairro Mutirão, em Fronteiras, localizada a 411 quilômetros de Teresina.
A criança foi socorrida e encaminhada ao hospital do município. Logo em seguida, por conta da gravidade do quadro de saúde, foi transferido para o Hospital Regional Justino Luz em Picos, onde faleceu por volta das 23h.
Sebastião Ariel Martins de Sousa, nasceu no dia 20 de janeiro de 2011 e faleceu no dia 25 de maio de 2020.


Veja mais fotos do cortejo fúnebre
                       
Fronte: CidadesNaNet
SECRETARIA DE EDUCAÇÃO EMITE NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DO ALUNO ARIEL

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO EMITE NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DO ALUNO ARIEL


A Secretaria Municipal de Educação, vem através desta nota expressar solidariedade com os familiares do aluno Sebastião Ariel de Sousa, 9 anos, que teve sua vida ceifada nessa segunda-feira(25).

É com extremo sentimento de tristeza e impotência que recebemos a notícia do falecimento de Sebastião Ariel de Sousa, o qual integrava o quadro de alunos da rede pública do município de Fronteiras (PI) fazendo parte do corpo discente da Unidade Escolar Municipal José Aquiles de Sousa (Sousão),

Diante da morte trágica e prematura de nosso aluno, eu Verônica Maria Pereira Ribeiro, em nome de todos que fazem a Educação Municipal de Fronteiras deixo aqui o nosso profundo sentimento de pesar aos familiares e amigos. Que Deus em sua onipotência possa trazer alento e conforto a todos!

PREFEITA DE FRONTEIRAS(PI)  DECRETA LUTO OFICIAL

PREFEITA DE FRONTEIRAS(PI) DECRETA LUTO OFICIAL


Consternada com a perda do pequeno Sebastião Ariel de Sousa,  que teve sua vida ceifada na noite desta segunda-feira (25/05), a prefeita de Fronteiras, Maria José, decreta LUTO OFICIAL por três dias.  "É um momento de extrema dor... Fronteiras está  dilacerada com tamanha tragédia... Ariel representa uma parte de todos nós,  uma perda irreparável,  lamento profundamente.  Que Nossa Senhora interceda e traga conforto a todos os familiares", expressa Maria José. 

Confira:

25 de maio de 2020

FRONTEIRAS (PI) - POLICIA MILITAR PRENDE AUTOR DOS DISPAROS QUE VITIMOU O PEQUENO ARIEL

FRONTEIRAS (PI) - POLICIA MILITAR PRENDE AUTOR DOS DISPAROS QUE VITIMOU O PEQUENO ARIEL


Imagem Ilustrativa 

Na noite desta segunda-feira (25/05), por volta das 18:20h, a equipe da Força Tática de Fronteiras recebeu informações de que no bairro mutirão, zona urbana de Fronteiras, dois indivíduos em uma moto Honda Bros de cor preta haviam efetuado cerca de 4 disparos de arma de fogo contra a pessoa identificada por Getúlio Maximiano (Getulinho), e que o mesmo ao perceber a ação do infrator, correu para o interior da sua residência sendo acompanhado pelo seu filho menor de idade identificado por Ariel Sousa, onde um dos disparos atingiu a criança na cabeça,  sendo a mesma socorrida para o Hospital Regional Norberto Ângelo Pereira na referida cidade. A criança foi encaminhada posteriormente para o Hospital Regional Justino Luz em Picos (PI). Na ação Getulinho não foi atingido pelos disparos.


A Força Tática de Fronteiras chegou de imediato ao local dos fatos e conversou com o pai da criança, afirmando Getúlio, que o nacional R. R. da S, de 34 anos, residente em Fronteiras-PI, teria sido o autor dos disparos afirmando aos policiais não ter dúvidas quanto a autoria do crime, pois reconheceu o agressor que atirou contra si e contra o seu filho. Getulinho afirmou ainda que viu o rosto do agressor no momento que ele desceu da motocicleta, contudo, na ação não conseguiu identificar o piloto da moto, pois o mesmo não havia descido do veículo. A vítima informou a polícia que tempos atrás o agressor já havia tentado contra a sua vida, acreditando ele que o infrator tinha rixa com o mesmo, por isso, teria tentado assassiná-lo.

De posse das informações os polícias da Força Tática, fizeram diligências e conseguiram capturar o infrator ainda na sua residência em Fronteiras, onde o mesmo posteriormente foi apresentado na DP e está sendo autuado.

Segundo informações da Policia Militar de Fronteiras, o infrator preso tem vida criminal pregressa e responde a vários crimes na justiça, sendo o mesmo egresso do sistema prisional.

A Polícia Militar segue em diligências para capturar o piloto da motocicleta

INFORMAÇÕES: 4ª CIA DE PM DE FRONTEIRAS - PI.

MORRE CRIANÇA VÍTIMA DE DISPARO DE ARMA DE FOGO EM FRONTEIRAS - PI

MORRE CRIANÇA VÍTIMA DE DISPARO DE ARMA DE FOGO EM FRONTEIRAS - PI


É com grande tristeza que comunicamos o falecimento do pequeno Aryel de apenas 09 anos. 

Aryel foi vítima  de disparo de arma de fogo no início da noite desta segunda (25/05) no bairro  Mutirão na cidade de Fronteiras. 

O mesmo foi atingido quando estava no colo de seu pai durante a tentativa de homicídio do mesmo.  

A criança  foi socorrida com vida para o Hospital Regional Norberto Angelo Pereira na citada cidade e transferido com urgência para o Hospital Justino Luz na cidade de Picos - PI,  onde foi entubado na tentativa de estabilização  do quadro para transferir  para outra unidade. 

Infelizmente Ariel não resistiu à gravidade do ferimento e veio a óbito  aproximadamente às  23:00h de hoje. 

A polícia da 4Cia de Polícia de Fronteiras algumas horas depois efetuou a prisão  do efetuador dos disparos. Aguardamos nota oficial informando à cerca dos fatos.