Veja mais postagens

23 de março de 2019

1ª PLENÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE É REALIZADA PELA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE FRONTEIRAS – PI.

1ª PLENÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE É REALIZADA PELA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE FRONTEIRAS – PI.


Na manhã desta sexta-feira 22/03, foi realizada no Auditório Municipal Dona Quinô a 1ª PLENÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE de Fronteiras-PI com o Tema - Eficiência da Saúde Pública para Cuidado Integral: Direito do povo adquirido. Na oportunidade estiveram presentes não somente funcionários da área da saúde, como também todos os seguimentos do município.


Na ocasião, a primeira a fazer uso da palavra foi a Enfermeira Joaquina de Lourdes - Coordenadora da Atenção Básica, que falou tanto dos Conselhos de Saúde, como da importância da Plenária. “Os Conselhos de Saúde são instâncias colegiadas deliberativas e permanentes do SUS, integrantes da estrutura organizacional do Ministério da Saúde...a participação da sociedade é fundamental na formulação e efetivação das políticas públicas de saúde. São em Fóruns como este, ou seja, em plenárias assim que são realizados por todo o país que decidimos o que é bom ou não e elaboramos propostas de funcionamento que interferem diretamente no atendimento de saúde. Aqui serão elegidos delegados os quais nos representarão na Conferência Estadual em Saúde e posteriormente na Conferência Nacional, dando importância às nossas particularidades e levando nossa voz conforme as nossas necessidades”, enfatiza.
 “Esse é o momento de se inteirar do que acontece e conhecer os direitos e deveres, até mesmo porque todos os lugares têm normas para poder funcionar. Lembrando que é importante oferecermos qualidade no atendimento em saúde, buscando trazer soluções e alento aos que precisam”, finaliza.



A Prefeita Municipal, Maria José Ayres, fez uso da palavra e enfatizou as palavras da Enfermeira Joaquina de Lourdes lembrando da importância em participar da plenária. “É o momento de sociedade/secretaria discutirem os problemas existentes na saúde, em especial o atendimento do SUS”. A mesma desejou um dia produtivo de discussões sadias e produtivas para a saúde do município.



O Secretário Municipal de Saúde, Alexander Sampaio, em seu pronunciamento saudou a mesa em nome dos demais presentes e acrescentou que ao fazer uso das Plenárias (instrumento de controle social do SUS) buscam tentar melhorar a qualidade dos serviços de saúde do município. “Aqui é o lugar ideal para fazer as críticas, se abstendo de situações partidárias que geralmente fazem uso de redes sociais para realizar críticas destrutivas...é com o intuito de mudar essa mentalidade que convidamos a sociedade a se fazer presente em plenárias, com o intuito de fazer críticas construtivas para que juntos possamos fazer uma saúde de qualidade para nosso município, objetivando construir um SUS melhor”, falou. Hoje a saúde de Fronteiras está entre as 13 melhores cidades em gestão do estado do Piauí, pelo Tribunal de Contas do Estado.

Na oportunidade o mesmo fez questão de lembrar aquisições que foram feitas em meio à crise financeira que o município vem enfrentando. Aquisições essas realizadas na gestão da prefeita Maria José, que muito tem contribuído para o melhoramento no atendimento em saúde, entre os quais foram citados: emendas que proporcionaram aquisição de 4 viaturas (02 mobes, 01 L200 e a expectativa da chegada de uma Van), conseguiram uma ambulância para o hospital e equipamentos para equipar as unidades de saúde que se encontravam defasadas, bem como a reabertura do Posto de Saúde da Lagoa Seca que se encontrava fechado, contratação de novos médicos, enfermeiros, cardiologista, serviços de ultrassom, em especial para as gestantes, evitando o seu deslocamento para outras cidades, bem como o melhoramento no transporte de pacientes oncológicos pra Teresina PI e de pacientes de hemodiálise em Picos PI.



A Dentista Ana Carolina Bezerra Ribeiro, foi convidada a fazer a leitura do Regimento Interno da Plenária.


O conferencista e enfermeiro Átila Chagas (Mestrando em Saúde Coletiva), por sua vez proferiu sua palestra e em seguida o auditório foi dividido em grupo para justos fazerem valer o objetivo da plenária.


Além da Prefeita Maria José, prestigiaram o evento o Vereador Adeilson, Secretário de Governo Robert Pereira e o Secretário Municipal de Comunicação, Clediomar Sousa.

Logo após foi servido um almoço para os presentes, momento de confraternização no Restaurante Duqueza.









































19 de março de 2019

Jovem que perdeu a casa e morou na rua passa em 17 universidades nos EUA.

Jovem que perdeu a casa e morou na rua passa em 17 universidades nos EUA.

O estudante Dylan Chidick passou em 17 universidades nos EUA

A história do adolescente Dylan Chidick, de 17 anos, virou exemplo de superação nos Estados Unidos. Ele, que vive em Nova Jersey, chegou a morar na rua após a sua mãe, Khadine Phillip, perder o emprego. Apesar das adversidades, Dylan Chidick conseguiu encontrar tempo para estudar. O seu esforço e determinação foram recompensados e ele foi aprovado em 17 universidades.

O jovem, que acompanhou a luta de sua mãe Khadine para conseguir um abrigo, contou ao New York Times que ela foi a sua maior inspiração. "Eu prometi nunca mais deixar minha família passar por essa situação", disse ele.

Com a ajuda de uma ONG, a Women Rising, Khadine encontrou um lar permanente para os filhos. Ela também é mãe de dois garotos gêmeos, que sofrem de problemas cardíacos, e requer cuidados redobrados

Dylan, que vai ser o primeiro membro de sua família a cursar uma graduação, espera agora receber a sua 18ª aprovação em uma universidade. Ele quer cursar ciências políticas no College of New Jersey, onde tem amigos. "Eu sempre soube que queria ir para a faculdade. Minha família passou por muitas dificuldades e isso só me ensinou a ser mais persistente", declarou.


Fonte: Bol.com.br